Artigos

mi_1085520208399425

As pessoas não querem ser milionárias, mas elas querem usufruir daquilo que os milionários podem fazer.

Na verdade, fomos enganados por nosso pais e avós, que nos ensinaram que para conquistar nosso sucesso, precisávamos trabalhar duro. Porém, hoje, as pessoas procuram três fatores: tempo, dinheiro e motivação.

Quando a gente começa a vida, começamos com muito tempo, muita motivação e pouco dinheiro. Arranjamos um emprego, trabalhamos duro, abrimos o próprio negócio, ganhamos bastante dinheiro, mas ficamos sem tempo algum. Talvez algumas pessoas já tenham o suficiente, mas não sabem a hora de parar e continuam acumulando o dinheiro, com medo de ficar sem novamente. Quando chega a aposentadoria, as pessoas têm tempo, têm dinheiro, mas não têm motivação.

Os empreendedores do novo milênio conseguem os três fatores: tempo, dinheiro e motivação. A nova geração de líderes que está chegando são pessoas que querem trabalhar em suas casas ou em qualquer parte do mundo, elas buscam produzir e não vender seu tempo em troca de dinheiro. Querem mostrar que são produtivas, e isso é possível.

Por isso, priorize seus objetivos, escreva metas e o que você quer, não ache que você quer o dinheiro e sim, o que ele traz quando você tem um tempo livre. O que adianta ser milionário e não ter dinheiro para nada? Trabalhe com o que você gosta, porque se trabalhar em algo que você não gosta, só pelo dinheiro, você vai sofrer e se fizer o que gosta, parecerá que está de férias.

Procure equilibrar, se você sabe que é produtivo, combine com seu chefe por produção e não por tempo, assim você pode terminar o serviço alguns dias antes das férias e ter uma produtividade maior do que a que você tem no dia a dia. As pessoas ocupadas são aquelas que dão conta do serviço, porque elas priorizam.

As pessoas não querem ser milionárias, elas querem a qualidade de vida deles, mas existem milionários que não tem qualidade de vida algum e vivem pior do que as pessoas com menos dinheiro.

Mas como chegar lá? Primeiro você precisa saber onde está!

Primeiro, preciso te explicar o conceito de ativo e passivo. Passivo é tudo aquilo que gera custo, por exemplo, se tem um carro, é o IPVA, se tem uma casa, é o IPTU… Os ativos são investimentos, como uma empresa saudável, casas alugadas. Então a melhor maneira de conquistar o equilíbrio e ter qualidade de vida, é focar em ativos, ter produtos que te geram ativos.

Você poder estar como empregado, profissional de vendas, autônomo ou empresário, mas precisa sair desses lugares e chegar no lugar chamado “investidor”.

Se é empregado, seja o melhor de todos, gaste menos do que ganha, guarde o que ganha e invista em ativos. Planeje. Saiba onde quer chegar.

Se você é profissional em vendas é importante que você esteja entre os 20% melhores. Segundo Paretto, 20% dos vendedores geram 80% dos resultados da empresa. Então, se associe com os campeões e pare de andar com quem é negativo.

Se é autônomo troque seu tempo pelo seu dinheiro, crie uma maneira de você pegar a renda que ganha e invista em ativos.

Se é empresário, delegue, crie uma empresa saudável que não precise da sua presença e lembre-se foque em ativos, pegue o dinheiro que conseguir guardar e invista em algo que gere dinheiro para você.

Com o avanço da tecnologia, você pode criar infoprodutos, colocá-los no piloto automático e a internet, através de estratégias inteligentes, faz com que esses infoprodutos sejam vendidos gerando receita para você, assim você pode trabalhar na sua casa. Tem muita gente vivendo assim e você também pode. Foque em ativos, aquilo que gera receita para você.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário