Áudios

 

Você se lembra do ditado que a vovó nos ensinou:
“Diga-me com quem andas…”
Até posso imaginar você completando com o famoso:
“..que eu te direi quem és!”
Pois bem, com toda humildade, eu mudei esse ditado no meu primeiro livro… eu escrevi:
“Diga-me com quem andas….que eu te direi para onde vais em sua vida!”
Se o seu melhor amigo for uma pessoa negativa, pessimista e reclamona, cuidado! Você começa a ficar como ela…
Você se lembra daquele personagem do desenho animado, o Hardy…Aquele que fala:
– Oh, céus. Oh vida.Oh azar.
Só chove em mim….
O cara é tão azarado, mas tão azarado, que se ele comprar um circo, o anãozinho começa a crescer!
Minha dica de hoje é para que você fuja dos Hardys.
Essas pessoas andam com uma nuvem preta em cima da cabeça e algumas ainda têm um urubu voando. Cuidado com o hardy do urubu, esse é o pior!!
Outro dia, em minha palestra, uma pessoa sentada no fundo do auditório perguntou:
– Tudo bem Rodrigo, mas o que eu faço quando o Hardy é aquela pessoa que dorme do meu lado todo santo dia?
Sei lá, o nosso assunto é atitude corporativa, eu disse!
Vai para igreja, faça uma terapia de casal, terapia do amor, meditação transcendental talvez resolva!
O fato é que alguma coisa tem que ser feita.
Por fim, escolha muito bem suas amizades. Escolha andar com pessoas felizes e positivas.
E lembre-se:
Diga-me com que andas que eu te direi para onde vais!

2 Comentários

  1. Oi Rodrigo, tive mesmo isso em minha vida, num periodo de muita carencia, apos separacao, queria muito me acertar, e voltar ao que eu era, no inicio foi um homem bom, mas depois vi que era tudo isso que falou, pessimista, reclamava de tudo e muito critico em julgar tudo e todos sofri por quase 5 anos,… Qto tempo ne, mas tudo na vida sao expetiencias para crescer… Gostei muito desse e de todos que vc nos ensina e de muita sabedoria, muito obrigada!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário