Artigos

i406335

Edmund Spenser  
Poeta renascentista britânico nascido em 1552 em Londres disse uma vez:
“É a mente que cura a doença, que torna a pessoa desgraçada ou infeliz, rica ou pobre”

A força que determina o que tentamos ou não tentamos em nossas vidas são criadas pela nossa mente.

São nossas crenças.

O que é uma crença?

É um sentimento de certeza sobre o que algo significa. Por exemplo, se você acredita que é criativo, isso é um sentimento de certeza! É mais que uma ideia.

Você tem certeza que é criativo!

Se em sua infância você era elogiado pelos professores sobre sua capacidade de criar, sobre o quão criativo você era. Essa crença provavelmente está impregnada em você como um sentimento de verdade.

No entanto, as crenças podem te fazer feliz ou infeliz. Pode impulsioná-lo para ser bem sucedido em sua carreira ou torná-lo um profissional com resultados medíocres.

Em outras palavras, as crenças podem te fortalecer ou te enfraquecer.

Por exemplo: Se você acredita que não é capaz de realizar uma tarefa, pois tentou uma vez no passado e não conseguiu, essa crença te enfraquece.

Agora, se você acredita que se alguém pode, você também pode. Isso te fortalece.

A boa notícia é que você é que decide em que vai acreditar.

A ideia é buscar exemplos, referências que podem ajudá-lo a mudar as crenças enfraquecedoras.

Em que será que Rogerio Ceni teve que acreditar para se tornar o maior goleiro artilheiro do planeta?

Em que será que que Thomas Edison precisou acreditar para continuar tentando fazer a lâmpada acender após milhares de fracassos e frustrações?

O que será que Nelson Mandela precisou acreditar para sair de quase 28 anos de prisão e se tornar presidente da África do Sul? Que capacidade foi essa de lutar contra o desânimo e a acomodação?

Pense nisso e perceba quais são as crenças que não te ajudam em nada..
..e decida mudar!

1 Comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário