Artigos

acumulo-de-tarefas

Segundo o meu amigo Christian Barbosa, o maior especialista em gerenciamento de tempo do país, nossas tarefas são divididas em três grupos:
Tarefas urgentes, importantes e circunstanciais.
Muitas empresas, muitos profissionais são conhecidos como os famosos bombeiros, o que significa isso?
Vivem apagando incêndios!
Por quê?
Porque eles estão acostumados a resolver apenas as tarefas que são urgentes deixando as importantes para depois. As tarefas importantes quando deixadas pra depois, acabam se tornando tarefas urgentes.
Lembre-se coloque como prioridade as tarefas importantes.
Faça o que é importante em primeiro lugar.
Um exemplo disso é lembrar-se do seu cliente no dia do aniversario dele:
Isso é importante, mas não é urgente não paga as contas no final do mês. No entanto, a médio e longo prazo faz uma enorme diferença.
Precisamos nos acostumar a colocar prioridade nas tarefas enquanto elas são apenas importantes antes delas se tornarem urgentes.
Na sua agenda, no seu planejamento semanal, priorize as tarefas importantes, as urgentes na seqüência e por último as tarefas circunstanciais.
Imagine, por exemplo, que você quer dar uma bicicleta de presente para o seu filho. Ela está em promoção até a 6 horas da tarde do dia de hoje, uma sexta feira, pela metade do preço. São cinco e meia..é urgente correr e aproveitar a promoção, porém um cliente te telefona agora pedindo uma proposta pra fechar um negocio gigantesco, mas que você pode esperar o final de semana. É importante, mas não é urgente. No entanto, ele informa que se puder mandar agora os diretores estarão dispostos a discutir o assunto e talvez fechar o negócio.
O que você faria?
Fecha primeiro o negocio, garanta a oportunidade, manda a proposta agora e depois compre a bicicleta fora da promoção.
Coloque o importante em primeiro lugar e deixe o urgente pra depois. É uma quebra de paradigma que fará com que você pare de ficar apagando incêndios.

3 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário